13 de abr de 2009

numa paz preguiçosa

Eu dobrei o risco sob a fina camada de ar puro
Eu juntei raízes de pó de carinhos profundos
Eu mudei a noite e tremi em mundos diversos
Com a mesma culpa
Com a mesma reza
Eu brinquei calado em fúrias indignas e abertas
Eu troquei o mau por puro ócio num céu cálido
Eu comprei matizes, milhares de colibris e gestos.
Vendi para o resto o lucro sólido
Cortado em postas.
E jurei ao vento todo pé junto
encoberto por respostas
Perguntei se era tarde
Se era sorte
Se era realmente o que combinei, com pressa, com sal...
Eu traguei um sonho lindo e pardo feito em dias mortos
Eu tranquei a chave e fui buscar calor e corte como louco
Em casas e em espécimes expressivas econômicas e tardias
Eu lhes dei a chave do calor em alto mar
Errei como muitos
Chorei caldo e lã
Lutei em marte
Amei demais
Eu assumi, sozinho, tanto o custo quanto o carinho.
Eu combati a gloria das masmorras deletadas
Eu liguei o sul com a morte submersa
E o nordeste mandou vozes ubíquas
Já no oeste, sobre o sol, eu vislumbrei o pecado.
Procurei pedir perdão
Consegui sacia-lo
Eu disse que a sombra da alegria é mera coincidência
Eu trouxe a certeza e o mel do tempo e, sendo assim, plantei como aço.
Eu surgi a tempo pra colher das portas seus mistérios
Tratei da vida com desprezo findo e apropriado
Eu saí nas ruas bêbadas pra correr em linhas ricas
Arriscando, assim, mulheres e tímpanos.
Não deixarei que o mundo me acompanhe
Nem que seus ossos iluminem meus rios
Eu catei temas soltos em lugares abstratos
Eu curti a água bruta em bacias de diamantes
Eu beijei a taça muda com meu sangue tatuado
Eu senti na pele todos os pêlos do sol poente
Eu provoquei a paz
Eu estudei o cansaço
Eu agradei o som
Eu musiquei a paixão de olhos fechados e punho macio
Na cama, na mente.
Nas grades de cada momento tardio.

5 comentários:

  1. P o Niter!!!
    Muito bom emmmmm.
    Muito massa essa será que da pra musica-la, ou já musicou???
    Vai ficar uma espécie de "A crônica da casa assassinada" do Tom.
    Valeu

    ResponderExcluir
  2. Excelente.. e dá uma paz preguiçosa mesmo.
    Adorei!
    virei sempre aqui

    abraço forte
    Caetano

    ResponderExcluir
  3. Gostei demais!!!
    Vc sempre me surpreende!!
    Sou sua fã incondicional!!!

    ResponderExcluir
  4. Desconfiava desse seu talento pra loucura!!! Pra se deixar transbordar em arte, e falar com as entranhas... lindo texto!!!
    Beijão
    ;**

    ResponderExcluir
  5. Que beleza, que beleza! Só agora encontrei aqui, seu lar do aconchego. Bom demais, palavras gatonas. :)

    ResponderExcluir